Thiago Braz encerra competições na Europa e supera índice para o Mundial em Doha

Encerrando a temporada de competições pela Europa, o atleta Thiago Braz, conseguiu o índice para o Mundial de setembro que  será realizado, em Doha.   Depois de passar por vários países da Europa, o brasileiro voltou à França neste domingo (24) para disputar o último torneio de fevereiro, na cidade de Clermont Ferrand. 

Considera umas das principais competições indoor do salto com vara, o All Star Perche, reuniu um time de campeões, que disputaram minuto a minuto o pódio. 

Thiago chegou para a competição com boas recordações da Arena Auvergne, foi neste local que o atleta alcançou a marca de 5,90m, dividindo o ouro pela primeira vez com Renaud Lavillenie em 2018. 
Na competição de hoje, Thiago saltou  5,80m, o atleta tentou ultrapassar três vezes os outros competidores com a marca de 5,93m, mas foi parado pelo sarrafo. Apesar do resultado, Thiago, precisava apenas de 5,71m para alcançar o índice para o Mundial. 

Após a competição, Thiago fez um balanço da sua temporada pela Europa. “Na Alemanha em Berlim alcancei 5,56, em Rouen 5,65, em Lotz 5,50, em Athlon infelizmente tivemos um problema técnico e acabei zerando a prova. Agora Clermont Ferrand 5,80”.  “Como disse  antes de vir pra cá, estamos no começo e tudo está fluindo bem”. “Estou muito feliz com a evolução dos resultados, triste porque eu quero o resultado pra ontem, mas, as coisas estão acontecendo, graças a Deus estou voltando”. 

Na competição de Clermont Ferrand iniciei com 5.45,  fui para 5.60, segui para 5.70, passei, e depois para 5.80. Os outros competidores foram para 5.87, foi então que decidi, tentar 5.93, por estratégia para tentar ganhar a competição, completa Thiago.

 Apenas dois atletas conseguiram passar 5.93. O pódio ficou com o americano Sam Kendricks e o polonês Piotr Lisek. Os dois agora dividem a liderança do ranking na temporada. Eles disputaram o título do All Star Perche com a barra a 6,03m mas, nenhum conseguiu superá-la. O terceiro lugar ficou com o australiano Kurtis Marschall, que fez 5,87m, batendo seu records pessoal. 

– É difícil enfrentar a temporada indoor, viajando para cá e para lá, competindo contra os melhores atletas da prova. Mas quando saímos do Brasil o objetivo era conquistar a confiança, fazer o índice. O objetivo era o Thiago vir aqui e fazer o que fez. – avaliou Elson Miranda. Com retorno marcado para amanhã, Thiago terá uma semana de descanso e retorna aos treinos para a temporada ao ar livre.                      

Em abril, Thiago estará participando  do Camping da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e do Comitê Olímpico do Brasil (COB), em Chula Vista (EUA).

O Mundial de Doha será de 27 de setembro a 6 de outubro e é a principal competição do ano pré-olímpico. Antes, Thiago vai participar do Sul-Americano, em Lima (PER), de 24 a 26 de maio, e nos Jogos Pan-Americanos de Lima (PER), de 26 de julho a 6 de outubro.